Telegram não tem de fornecer os documentos da ICO exigidos pela SEC

  • O Tribunal Distrital do Sul de Nova Iorque rejeitou a exigência da SEC de que o Telegram entregasse os documentos da ICO para a GRAM.
  • Além disso, o Telegram comprometeu-se a provar que não violou as leis de privacidade estrangeiras.

O tribunal de Castel para o Distrito Sul de Nova Iorque emitiu uma decisão positiva no caso da Securities and Exchange Commission (SEC) contra a empresa de mensageiros Telegram. A autoridade reguladora dos Estados Unidos exigiu que o Telegram apresentasse documentos sobre a Initial Coin Offering (ICO) para o token GRAM. A ordem deveria ser cumprida no dia 9 de janeiro de 2020. Contudo, o juiz responsável, Kevin Caste, rejeitou a exigência da SEC.

A SEC começou a bloquear a emissão do token GRAM em outubro de 2019. Nessa altura, a SEC emitiu uma injunção contra a Telegram Group Inc. e a sua subsidiária TON Issuer. A autoridade de supervisão ordenou que a empresa não prosseguisse com a emissão do GRAM. O Telegram respondeu às acusações da SEC com o apoio de seus investidores, adiando o lançamento do GRAM para 30 de abril de 2020.

Decisão do tribunal sobre a ICO do token GRAM

Num documento apresentado em 6 de Janeiro de 2020 pelo supracitado tribunal de Nova Iorque, foi anunciado que as partes tinham realizado uma conferência telefónica. Durante a conversa eles chegaram a uma série de acordos relevantes para o desenvolvimento do caso.

Em primeiro lugar, as partes concordaram em apresentar as provas sem recolher provas. Segundo, a SEC pode interrogar as testemunhas sobre o mérito do caso sem limitar a emissão do token GRAM. Finalmente, o tribunal rejeitou a exigência da SEC de que o Telegram ainda tinha de provar que a conduta permanecia dentro da lei estrangeira de protecção de dados. O tribunal fez a seguinte constatação, que deve ser cumprida no mesmo dia que a ordem da SEC:

O tribunal rejeita incondicionalmente o pedido do queixoso para forçar a apresentação dos registos bancários dos arguidos. No dia 9 de janeiro de 2020, o réu deve apresentar uma declaração propondo um cronograma para a revisão dos documentos bancários solicitados para garantir que a apresentação desses documentos seja consistente com as leis estrangeiras de proteção de dados.

Embora o Telegram tenha ganho uma pequena vitória, o tribunal ainda pode favorecer o regulador. O caso pode criar um precedente importante para toda a indústria de criptomonedas.

Telegram publica documento sobre TON e o token GRAM

O Telegram fez uma importante publicação no mesmo dia em que o tribunal decidiu sobre o caso. A empresa emitiu um documento no qual publicou uma definição da rede TON (Telegram Open Network) e o token Gram. O documento tenta lançar luz sobre os rumores e esclarecer a opinião pública sobre o projeto.

Os principais esclarecimentos feitos pelo Telegram estão directamente relacionados com o caso jurídico e o funcionamento da rede TON. O documento afirma que ainda ninguém pode comprar ou vender o token Gram. A empresa avisa que as empresas que “pré-vendem” o símbolo o farão sem o consentimento e aprovação do Telegram:

Nem a Telegram nem nenhuma de suas subsidiárias está envolvida em qualquer venda pública ou pré-venda de Gram. Pelo contrário, a blockchainTON na qual as GRAMs vão trabalhar ainda está na fase de testes beta.

O Telegram também deixou claro que ele não terá controle sobre a TON. Também não se compromete a desenvolver aplicações que utilizem a blockchain. O controlo estará inteiramente nas mãos de terceiros:

O objetivo e a esperança do Telegram é que a comunidade descentralizada de desenvolvedores terceirizados e outros contribuam para o ecossistema TON através do desenvolvimento de aplicativos e contratos inteligentes.

Siga-nos no Facebook e Twitter e não perca mais nenhuma notícia quente! Gosta dos nossos índices de preços?

About Author

Reynaldo Márquez tem acompanhado de perto o crescimento da tecnologia Bitcoin e blockchain desde 2016. Desde então, tem trabalhado como colunista em criptomoedas cobrindo avanços, quedas e aumentos no mercado, bifurcações e desenvolvimentos. Ele acredita que as criptomoedas e a tecnologia blockchain terão um grande impacto positivo na vida das pessoas.

Os comentários estão encerrados.