Stellar: SDF investe $3 milhões em Lumens (XLM) na Settle Network

  • A Stellar Development Foundation está investindo $3 milhões em Lumens (XLM) na Settle Network.
  • O investimento está focado em apoiar o crescimento do produto da rede.

A Stellar Development Foundation (SDF), que apóia o desenvolvimento e crescimento da rede Stellar (XLM), anunciou ontem um investimento estratégico na Settle Network. Settle Network é o quarto investimento da SDF do Enterprise Fund, seguindo a DSTOQ, SatoshiPay e Abra.

Settle Network, a maior rede de liquidação de ativos digitais da América Latina para trocas e pagamentos internacionais, receberá até US$ 3 milhões em Lumens (XLM) da Stellar Development Foundation. Isto eleva o investimento total do Fundo Empresarial a US$ 9,265 milhões.

A injeção de dinheiro da SDF destina-se a ajudar a Settle Network a fortalecer seu atual conjunto de ferramentas de pagamento em torno de moedas de stablecoin. Especificamente, estão em consideração: as rampas de fiat-to-crypto para usuários B2C e B2B, a emissão de stablecoin e um mercado, e um processamento de pagamento de stablecoin e um gateway para comerciantes.

“Settle Network está cumprindo a visão e a missão da Stellar, colocando a tecnologia da blockchain e o acesso ao financiamento nas mãos de pessoas que precisam dele”, disse Denelle Dixon, CEO e Diretora Executiva da SDF. “Com esta missão compartilhada nos impulsionando, nosso investimento representa o tremendo sucesso de Settle até hoje no serviço às comunidades da LATAM e seu potencial para tornar a tecnologia de blockchain acessível e útil globalmente”. É assim que juntos escalamos e trazemos maior adoção da tecnologia de blockchain”.

Stellar e Settle Network tem como alvo o mercado de stablecoins na LATAM

Como diz o anúncio, o Settle Network visa atender ao aumento maciço da demanda por stablecoins em 2020. Para esse fim, o projeto anunciou recentemente o lançamento da primeira troca de stablecoins do mundo, StableX. Além disso, a Settle desenvolveu uma base forte na América Latina através de sua oferta “fiat-to-crypto”.

Isto inclui o país de origem da rede, a Argentina, que oferece o terceiro maior mercado da América Latina. O país tem uma população de 44,5 milhões de habitantes, onde a maioria dos ativos ainda é mantida em papel físico. Pablo Orlando, CEO da Settle Network explicou no anúncio porque o projeto escolheu a blockchain Stellar:

Quando começamos a Settle, escolhemos construir sobre a Stellar porque sua tecnologia foi projetada para a interoperabilidade global e isso nos permitiu criar um próspero negócio de estantes na LATAM e expandir nossa oferta de produtos para lançar a primeira troca de estantes e porta de estantes de estantes de estantes do mundo, StableX.

Não há melhor parceiro para nós do que a SDF, que corresponde aos nossos valores fundamentais, pois levamos nossa tecnologia ao próximo nível, abrindo um novo mundo de possibilidades para remessas internacionais e pagamentos internacionais.

Como informou a CNF, a Settle Network fez manchetes em novembro quando lançou duas stablecoins baseadas em Stellar com o BRLT (Reais brasileiros) e o ARST (Peso Argentino). Ambas as stablecoins são apoiadas a 100% pelo Real Brasileiro e pelo Peso Argentino, respectivamente. Além disso, diz-se que ambas as stablecoins incluem verificação KYC de grau de banco, controles AML, e monitoramento da blockchain.

About Author

Jake Simmons tem sido um entusiasta de criptomonedas desde 2016, e desde que ouviu falar sobre Bitcoin e tecnologia blockchain, ele tem estado envolvido com o assunto todos os dias. Além das criptomoedas, Jake estudou ciência da computação e trabalhou por 2 anos para uma startup no setor de blockchain. Na CNF ele é responsável pelas questões técnicas. Seu objetivo é tornar o mundo consciente das moedas criptográficas de uma forma simples e compreensível.

Os comentários estão encerrados.