Ripple integra o comitê global de normas ISO para pagamentos internacionais

  • A Ripple é a primeira empresa orientada para DLT a aderir ao comité de normas ISO 20022 para pagamentos internacionais.
  • Ao aderir, a Ripple será capaz de melhor atender às necessidades dos seus clientes e atingir uma maior interoperabilidade para a sua plataforma.

Ripple tornou-se membro do comité de normas ISO 20022, que está a trabalhar para um novo padrão de dados para pagamentos e transferências de dados entre instituições financeiras globais. Através do seu site, a Ripple anunciou que é o primeiro membro do comité a focar inteiramente na tecnologia de Distributed Ledger:

O mundo está se aproximando de uma nova norma global – a ISO 20022, a norma de dados global de facto para pagamentos modernos. Para possibilitar este próximo passo na interoperabilidade global e para atender às necessidades evolutivas de nossos clientes, a Ripple agora faz parte do corpo de normas ISO 20022 – o primeiro membro a focar inteiramente na tecnologia de Distributed Ledger (DLT).

A norma ISO foi desenvolvida pelo Comitê Técnico da Organização Internacional de Normalização (ISO) e é uma abordagem unificada de padronização (metodologia, processo, repositório) para possibilitar a comunicação e a interoperabilidade entre todas as organizações financeiras globais. Para este fim, a ISO 20022 foi criada como uma plataforma comum para o desenvolvimento de mensagens e para as seguintes finalidades:

uma metodologia de modelagem para captura independente de sintaxe de áreas de negócios financeiros, transações comerciais e fluxos de mensagens relacionadas

um léxico central de objetos de negócios utilizados na comunicação financeira

um conjunto de regras de design XML e ASN.1 para conversão de modelos de mensagens para esquema XML ou ASN.1 sempre que for preferível o uso de sintaxe baseada em XML- ou ASN.1 ISO 20022

Enquanto o objetivo de longo prazo da iniciativa é alcançar um padrão comum para todas as instituições financeiras do mundo, enquanto isso, os padrões legados existentes irão coexistir com a nova norma ISO, com a ISO 20022 ligando esses sistemas entre si. No entanto, o padrão já foi introduzido em 70 países. Estima-se que até 2023, 87% das transações financeiras globais serão processadas através da ISO 20022.

Vantagens da Ripple em integrar o comité de normas ISO

A adesão ao comitê de normalização dará à Ripple acesso à “linguagem” que em breve dominará toda a comunicação financeira mundial. Dessa forma, a empresa alcançará maior interoperabilidade para trabalhar com outros protocolos existentes. A Ripple também poderá melhorar seus serviços e oferecer aos seus clientes mais suporte na comunicação financeira com outras instituições financeiras ao redor do mundo.

Caso contrário, a empresa também poderia ampliar sua base de clientes, participando do padrão. Por último, mas não menos importante, a filiação da Ripple também representa mais um endosso da empresa no mundo financeiro tradicional. A adesão permitirá que a Ripple ajude a moldar a futura direção dos pagamentos transfronteiriços.

O CEO da empresa, Brad Garlinghouse, anunciou em dezembro do ano passado que espera que o volume de transações em XRP aumente 600% este ano e que a base de clientes cresça de 30% a 40%. A adesão à ISO 20022 parece ser um passo positivo para alcançar este objetivo.

About Author

Reynaldo Márquez tem acompanhado de perto o crescimento da tecnologia Bitcoin e blockchain desde 2016. Desde então, tem trabalhado como colunista em criptomoedas cobrindo avanços, quedas e aumentos no mercado, bifurcações e desenvolvimentos. Ele acredita que as criptomoedas e a tecnologia blockchain terão um grande impacto positivo na vida das pessoas.

Os comentários estão encerrados.