ADVERTISEMENT

MoneyGram sofre um buraco nos lucros após suspender a parceria Ripple

  • Depois de suspender a parceria com a Ripple, a MoneyGram é atingida por um buraco nos ganhos.
  • A MoneyGram e a Ripple estão buscando “alternativas” para continuar a parceria, de acordo com o CFO Larry Angelilli.

O Wall Street Journal publicou um relatório sobre a suspensão da parceria entre a Ripple e a MoneyGram e suas conseqüências. Como informou o CNF, a decisão foi tomada no início desta semana e se baseia na ação judicial da Comissão de Valores Mobiliários (SEC) contra a Ripple sobre o ativo digital XRP.

Aparentemente, os lucros da parceria são de suma importância para a MoneyGram. Entretanto, a ação judicial da SEC trouxe “desafios logísticos” e “riscos legais e de reputação”. A MoneyGram utilizou as soluções da Ripple e sua rede de pagamento baseada na Ripple como “uma fonte alternativa de renda”. Além disso, os pagamentos da Ripple reduziram o capital de giro exigido pela MoneyGram ao trazer fluxo de caixa adicional.

Como relatado pela CNF, a MoneyGram revelou em vários documentos arquivados na SEC que estava recebendo taxas da Ripple já em 2019. Estas taxas tinham o objetivo de “incentivar” a MoneyGram a utilizar a solução XRP baseada na Liquidez sob Demanda (ODL).

A MoneyGram recebeu pagamentos no XRP do ativo digital, objeto da ação judicial da SEC contra a Ripple. O WSJ revela que a empresa de soluções de pagamento deu à MoneyGram cerca de $38 milhões em 2020 como “taxas de desenvolvimento” No total, as taxas foram responsáveis por cerca de 15% dos ganhos ajustados da MoneyGram.

Em 2020, a MoneyGram foi capaz de reduzir suas despesas operacionais em até 56%, em grande parte devido às contribuições da Ripple. No último trimestre de 2019, a MoneyGram fechou com perdas estimadas em 11,9 milhões de dólares. Em contraste, após um ano de cooperação com a Ripple, no final de 2020, a empresa apresentou um lucro líquido de US$ 7,3 milhões.

O melhor cenário para resumir a cooperação com a Ripple

Devido ao acima exposto, a MoneyGram espera que seu próximo relatório de ganhos seja afetado negativamente. Entretanto, seu Diretor Financeiro, Larry Angelilli, declarou que está buscando “alternativas” com a Ripple para continuar a parceria.

O CFO da MoneyGram declarou que o melhor cenário para a empresa seria a obtenção de uma resolução favorável ao caso. Apesar disso, Angelilli reconheceu que o processo poderia receber um veredicto após um longo tempo com a possibilidade de um recurso do resultado.

Em declarações recentes, a Ripple disse que estão otimistas quanto ao resultado do processo judicial que “trará clareza ao tratamento regulatório da tecnologia de blockchains e ativos digitais” na jurisdição dos Estados Unidos. A esse respeito, um ponto favorável para o processo é o juramento do novo presidente da SEC, Gary Gensler. Conhecido por sua posição “pró” de criptomoeda, há especulações de que as partes podem ser capazes de chegar a um acordo quando ele tomar posse. A data da audiência de confirmação de Gensler foi marcada para março de 2021.

About Author

Avatar

Reynaldo Márquez tem acompanhado de perto o crescimento da tecnologia Bitcoin e blockchain desde 2016. Desde então, tem trabalhado como colunista em criptomoedas cobrindo avanços, quedas e aumentos no mercado, bifurcações e desenvolvimentos. Ele acredita que as criptomoedas e a tecnologia blockchain terão um grande impacto positivo na vida das pessoas.

Os comentários estão encerrados.

ProfitFarmers ribbon