Índia implementa plataforma baseada no Ethereum para digitalização de alfândegas

  • O Governo da Índia vai integrar a plataforma Ethereum CargoX com a empresa Portall para promover a digitalização das alfândegas e sua documentação.
  • A implementação da CargoX é parte de uma iniciativa da Índia para melhorar sua cadeia de suprimentos.

Em comunicado à imprensa, foi revelado que o governo indiano irá implementar a plataforma CargoX baseada no Ethereum para digitalizar os processos de documentação em suas alfândegas. A implementação será feita em conjunto com a empresa Portall, especializada em facilitar o comércio através da digitalização da cadeia de suprimentos.

O anúncio faz parte da iniciativa digital do Governo da Índia para melhorar o ranking do país no Índice de Desempenho Logístico (LPI) e no EODB (Ease of Doing Business). A iniciativa teve início com o lançamento do Sistema Comunidade Portuária (PCS 1x), em dezembro de 2018, desenvolvido pela Portall. Desde o lançamento, o sistema possibilitou um aumento de 70% nos pagamentos digitais para os processos aduaneiros.

Plataforma baseada no Ethereum otimiza a cadeia de suprimentos na Índia

A Portall mantém a PCS 1x em 19 portos indianos que estão conectados com mais de 16.000 acionistas fazendo negócios digitais através da plataforma. Agora a PCS 1x será integrada à plataforma CargoX para Transferência de Documentos Blockchain (BDT). A plataforma, segundo o comunicado, foi testada com sucesso pela Portall e permitirá a digitalização dos documentos do “conhecimento de embarque”, entre outros.

Os acionistas poderão acessar a plataforma CargoX através do serviço P-CaSo integrado ao PCS 1x. De acordo com o comunicado, isso dará acesso aos principais portos da Índia que movimentam cerca de 60% do tráfego total de carga do país. Além disso, eles movimentaram cerca de 705 milhões de dólares em cargas entre 2019 e 2020 e 20.837 navios.

A iniciativa da Índia foi acelerada pela crise provocada pelo coronavírus. A Associação Portuária Indiana (IPA) e a Federação de Logística Indiana (FILA) enfatizaram isso e, juntamente com o Governo da Índia, começaram a tomar medidas para impulsionar a digitalização da cadeia de suprimentos do país. Nesse sentido, o CEO e fundador da CargoX Stefan Kukman disse o seguinte:

Desenvolvemos a Plataforma CargoX para trabalho em equipe online, sem contato – e estamos felizes por isso. Nestes tempos de múltiplos riscos para a nossa sociedade comum, temos orgulho de ajudar as empresas de transporte marítimo, que representam a espinha dorsal da economia, a resolver problemas de envio de documentos da cadeia de suprimentos e permitir que elas cumpram prazos de entrega em qualquer lugar do mundo, de forma segura e eficiente, ao mesmo tempo em que reduzimos o custo de transferência de documentos.

Por outro lado, o presidente da Portall Infosystems, Manish Jaiswal, mostrou-se entusiasmado em cooperar com a CargoX e ressaltou que ambas as equipes são enriquecidas por sua experiência em vários setores da indústria. Jaiswal acrescentou:

Dessa forma, conseguimos entender bem as necessidades dos clientes e fornecer a solução mais adequada. Como parceiro de serviços, CargoX representa valores que defendemos – transparência e inovação, soluções sofisticadas e de fácil utilização (…).

About Author

Reynaldo Márquez tem acompanhado de perto o crescimento da tecnologia Bitcoin e blockchain desde 2016. Desde então, tem trabalhado como colunista em criptomoedas cobrindo avanços, quedas e aumentos no mercado, bifurcações e desenvolvimentos. Ele acredita que as criptomoedas e a tecnologia blockchain terão um grande impacto positivo na vida das pessoas.

Os comentários estão encerrados.