ADVERTISEMENT

Cardano e Ethereum Classic unem forças para desenvolver soluções contra 51% de ataque

  • A empresa de desenvolvimento Cardano, IOHK, analisa as propostas da comunidade Ethereum Classic contra 51% de ataques.
  • As propostas analisadas são medidas temporárias que darão à comunidade Ethereum Classic tempo para buscar uma solução de longo prazo.

O relatório “ECIP Comparison for 51% Attack Resistance” foi publicado pela Cooperativa ETC. Esta entidade está encarregada de promover e apoiar o desenvolvimento do Ethereum Classic. O relatório foi escrito por Kostis Karantias da Input Output Hong Kong, a empresa encarregada do desenvolvimento do Cardano. Os colaboradores incluem dois outros desenvolvedores da IOHK e o Diretor de Relações com Desenvolvedores da ETC Cooperative, Stevan Lohja.

A rede Ethereum Classic foi afetada por pelo menos 3 ataques de 51% somente em agosto. Os desenvolvedores da ETC têm recebido muita pressão da comunidade para encontrar e promover uma solução. O relatório indica que os ataques reduziram a confiança no ecossistema e aumenta a possibilidade de uma saída do ETC das listas de intercâmbio:

A IOHK tem uma longa associação com a ETC e sua comunidade. Para mitigar estes ataques e proteger a rede de ETC, a equipe da IOHK realizou uma análise das diferentes opções e propostas encontradas através da comunidade de ETC.

Propostas para evitar 51% de ataques ao Ethereum Classic

A equipe IOHK analisa 6 propostas para mitigar o problema apresentado e preservar as propriedades que fazem do Ethereum Classic um registro de transações “robusto”. A primeira proposta leva o nome de “Checkpointing” e consiste em estabelecer um mecanismo de checkpoint para tornar cada bloco irreversível e evitar que ele seja revertido.

Esta solução envolve designar uma entidade para escolher um ponto de verificação para um bloco que será considerado a cadeia canônica que outras partes devem seguir. Esta solução oferece três vantagens: redução do tempo de confirmação de câmbio, mantém o protocolo de consenso Ethereum Classic e não altera as recompensas da mineração, atinge a “vivacidade” exigida por um livro de registro de transações, foi comprovada.

A segunda proposta é “Timestamping”, esta solução propõe basear a segurança da rede em outro livro-razão, neste caso Bitcoin. Portanto, os mineiros do Ethereum Classic usariam um recurso de “Timestamping” para produzir blocos ligados à cadeia de blocos Bitcoin . Entretanto, para implementá-la, os nós ETC devem ser conectados à rede Bitcoin.

Outra proposta discutida é baseada em uma plataforma de contrato inteligente chamada Rootstock (RSK). Também baseado em uma conexão à cadeia de bloqueio Bitcoin, o RSK é alimentado pelo “SmartBitcoins” (RBTC). Esta proposta propõe implementar checkepoints dentro dos blocos Bitcoin e atribuir uma pontuação a cada bloco. O RSK forneceria as informações sobre os blocos Bitcoin com um contrato inteligente.

As outras propostas analisadas são Veriblock, PirlGuard e MESS. As duas primeiras se baseiam nas cadeias de blocos Bitcoin e Ethereum “. Na tabela a seguir, você pode ver um resumo da comparação de todas as propostas e ver quais foram comprovadas e quais funcionam apenas para casos específicos.

Ethereum Classic Cardano ADA

Fonte: httpss://static.iohk.io/docs/etc/ecip-comparison-for-51-attack-resistance.pdf

Desde o momento em que a rede Ethereum Classic começou a sofrer ataques, os desenvolvedores implementaram uma estratégia para aumentar a segurança da rede. Entre eles: “mineração defensiva” em conjunto com piscinas de mineração para aumentar a taxa de hash da rede, monitoramento da rede, coordenação com as trocas para chegar a um “tempo de confirmação seguro”.

Enquanto isso, a comunidade discute e decide sobre a melhor solução a longo prazo. O relatório da ETC Cooperative poderia ser um passo importante nessa direção. Entretanto, o relatório apontou que as soluções delineadas acima têm suas próprias contrapartidas e devem ser tomadas como temporárias. Chegar à raiz do problema exigirá “inovação, crescimento e crença no ecossistema”.

About Author

Reynaldo

Reynaldo Márquez tem acompanhado de perto o crescimento da tecnologia Bitcoin e blockchain desde 2016. Desde então, tem trabalhado como colunista em criptomoedas cobrindo avanços, quedas e aumentos no mercado, bifurcações e desenvolvimentos. Ele acredita que as criptomoedas e a tecnologia blockchain terão um grande impacto positivo na vida das pessoas.

Os comentários estão encerrados.